X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

29/09/2018 | Isadora Diógenes

Um Papo Sobre Amor próprio, Estilo e Cores com Thays Lessa

Moda História Tudo História


O que te vem à cabeça quando se fala em youtubers? Tutoriais e recebidos? É, essa é uma parte do universo dessa nova profissão, mas não se resume a isso. A Thays Lessa, youtuber que estrela essa matéria-editorial com styling colorido Hering Basics, vai muito além desse conceito. Nos encontramos com ela na Branco, loja de papeis de parede de tirar o fôlego, e mergulhamos na sua história.

Natural de Fortaleza, ela abraçou São Paulo como sua casa e tudo o que a terra da garoa trouxe junto. “Sempre trabalhei com foto e vídeo, e cheguei aqui pensando que trabalharia com isso”, relembra, “Me joguei no desconhecido e criei o canal como forma de diversão. Era até engraçado, dessa vez, estar na frente das câmeras.”

De lá para cá, viu seu vídeo “Dicas para alcançar amor próprio” bombar na internet e descobriu que o Youtube também poderia ser um canal de troca com as mais de 490 mil pessoas que a acompanham por lá.

SHOP THE LOOK

iLovee: Tha, qual foi a sua primeira reação quando viu a repercussão do seu vídeo e como foi esse start do canal?

T: Para falar a verdade, fiquei, ao mesmo tempo, confusa e impressionada, rs. O vídeo nada mais era do que uma reflexão minha comigo mesma, sabe? E no começo, o canal não tinha um foco definido, mas sempre levantei questões sobre desenvolvimento pessoal no meu Instagram e percebi que o YouTube também poderia ser uma boa ferramenta para falar sobre o tema, e me encontrei lá.

iLovee: Então, podemos dizer que desenvolvimento pessoal e amor próprio são temáticas principais do seu canal?

T: Com certeza são os assuntos que mais aparecem por lá porque acredito que tudo gira em torno desses pilares. O desenvolvimento pessoal e o amor próprio afetam diretamente a forma como me visto, como me expresso, como vejo o mundo e vivo minha rotina. E as temáticas que alimentam meus vídeos saem dessas experiências cotidianas. 

SHOP THE LOOK

iLovee: Já que você falou sobre o ato de se vestir, vamos entrar nesse assunto? O styling das fotos são com peças da Hering Basics, todas bem coloridas e básicas, é claro. Reparamos que dá bastante match com o seu estilo e queremos saber: como você faz suas escolhas? 

T: Vou confessar que minha relação com a moda nem sempre foi saudável. Na adolescência, eu tinha vergonha do meu corpo e usava as roupas para me esconder, mas sempre fui bem básica. Por conta da minha profissão, usei muito preto e isso acabou criando uma crença limitante na minha cabeça que eu só ficava bem de preto, o máximo que eu conseguia era usar um ponto de cor com todas as outras peças pretas no look. Há algum tempo, fiz um teste de colorimetria para descobrir minha paleta de cores e, para minha surpresa, não tinha preto. Isso fez com que eu abrisse minha mente para outras possibilidades e, hoje, uso cores, mas sempre dentro do meu estilo. Então, para mim, esse shooting está sendo ótimo para me abrir ainda mais para outras possibilidades.

iLovee: É realmente muito legal se abrir a diferentes possibilidades, como você disse, de maneira livre e sem preconceitos. Essa naturalidade em falar sobre qualquer assunto e tabus é muito comum também nos seus vídeos sobre fé, um assunto delicado, mas abordado super bem por você.

T: Obrigada! Falar de religião é fácil e, ao mesmo tempo, difícil para mim. Às vezes, todo mundo tem uma visão de alguma coisa e se eu chegar falando que creio em algo, talvez, a pessoa já crie uma imagem de mim que eu não sou. Talvez, ela vá linkar a uma imagem ríspida ou pesada, mas não é isso que eu acredito. Para mim, minha fé une em vez de separar. Não sou juiz de ninguém e, desde o começo, no meu canal todo mundo é bem-vindo, essa é a minha fé. Se eu acredito em um Deus que é amor, não tem motivo para haver segregação e tento usar sempre uma linguagem que aproxime no lugar de afastar. Não acredito que precisamos ser de certa maneira ou se comportar de certa forma para pertencer. Podemos crescer juntos, independente da nossa fé. É muito mais sobre o que temos em comum do que temos de diferente.

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo