X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

X
02/04/2019 | Stephany Melo

Um bate-papo & um roteiro artístico por SP com Rosa Barbosa

Tudo Lifestyle História

“A vida imita a arte”, já dizia Oscar Wilde, e no mood artístico paulistano que guia nossa conversa com a marchande e assessora de arte contemporânea Rosa Barbosa, nós não temos como negar. Foi em um bate-papo, que passeia da Sp Arte a importantes galerias e centros culturais da cidade, que captamos dicas que vão da preparação desses eventos às melhores maneiras de ver uma exposição. 

Mas, antes de tudo, mergulhamos na história da Rosa que da amizade com vários artistas como Wesley Duke Lee, Claudio Tozzi, Granato, Gerchman, Peticov e outros, começou a se interessar por arte e transformou essa relação em profissão. 

iLovee: Rosa, pra começar, conta um pouquinho sobre a sua trajetória nesse mundo? 

R.B: Comecei a me interessar aos 33 anos e aos poucos fui trabalhando com arte em casa, em meio às crianças que passavam pelos quadros, me deixando preocupada com as obras. Foi assim que decidi abrir minha primeira galeria em 1997. Lancei vários artistas jovens durante dez anos, fechei o espaço e passei a trabalhar em casa novamente. Hoje, tenho um escritório de arte e faço exposições duas vezes ao ano.  

iLovee: E como é o seu trabalho e dia a dia? 

R.B: Fazer esse trabalho é um eterno prazer na busca de conhecimento e novos talentos que surgem a cada dia. A arte brasileira tem sido apreciada cada vez mais e já faz parte do circuito internacional. No meu cotidiano, procuro ler sites como o Artsy, Internacional, e jornais e revistas voltados para esse setor cultural, sempre buscando talentos já reconhecidos e outros a serem descobertos.

Rosa Zaborowsky, filha, pendura quadro na casa da marchande.

De olho em todo esse cenário artístico em que a Rosa está inserida, nós não poderíamos deixar de pegar algumas dicas e roteiros para aproveitar a essência cultural de São Paulo. Deslize para descobrir o que não pode ficar de fora da sua agenda: 

iLovee: Em relação à exposições e artistas que você nos recomendaria ficar de olho, quais você indica? 

R.B: Inaugurei a mostra coletiva “Paisagens, Horizontes e Trocas” no sábado, 30, no Jardim Europa, e aposto em dois artistas que vocês podem encontrar por lá: No Marttins e Tatemaki Nio. Outros nomes, como Osvaldo Gaia e Renan Cepeda, já fazem parte do circuito há bastante tempo. Além disso, pretendo fazer visitas guiadas à minha exposição com o curador da mostra, o professor Theo Monteiro.   

iLovee: Pensando na agenda artística da cidade, não poderíamos deixar de lado a SP Arte, um dos mais importantes eventos do mercado global de artes que já começa no dia 3. Como é a sua preparação? 

R.B: A preparação para a SP Arte é um grande estresse sempre. Ela é uma feira maravilhosa, internacional, e temos que estar preparados para um público grande que nem sempre é conhecedor de arte, mas que quer abrir novos horizontes. Eu a vejo como uma grande vitrine onde você pode mergulhar nesse universo tão incrível do conhecimento e dos questionamentos. 

iLovee: Com isso em mente, quais são as suas dicas para quem quer aproveitar a exposição? 

R.B: A arte contemporânea não é óbvia, então recomendo ver menos stands, mas se aprofundar naquelas obras que transmitam curiosidade ou perplexidade, pois geralmente essas são características importantes no mundo das artes.

 SHOP LOOKS PARA VISITAR A SP ARTE

explorar

Compre

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo