X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

05/06/2017 | Team iLove

Por que o Marrocos deve ser seu próximo destino de férias

Lifestyle Viagem História

Por que o Marrocos deve ser seu próximo destino de férias

Pode até ser que o destino tenha ficado super hype nos últimos anos, mas é preciso concordar que poucos lugares são tão ímpares quanto o Marrocos. Nós somos suspeitas para falar porque por aqui somos muito apaixonadas por tudo que remeta a esse país, que é um dos mais fotogênicos do mundo, na nossa opinião. Desde as babouches bordadas até os sabores da inconfundível gastronomia.

Se até Saint Laurent deu um jeitinho de estreitar a sua relação com o país, quando comprou parte do Jardim Majorelle (dica imperdível em Marrakesh!), por que nós deixaríamos de voltar os nossos olhos para as cores vibrantes marroquinas? Viajando por lá, a Maria, integrante do iLove team, compartilhou com a gente fresh tips, que você acompanha a seguir…


O CHOQUE CULTURAL

Chegamos em Marrakesh em um sábado à noite, bem tarde, e fomos direto para o nosso hotel em uma região super turística. Como tínhamos vindo direto de Portugal, com as roupas do corpo e algumas malas, sem qualquer lenço ou pashmina (estava muito calor!), muitas pessoas nos encararam então a primeira dica bacana é sempre andar com esse acessório na bolsa, desde o primeiro momento que chegar lá porque o Marrocos é um país culturalmente muito religioso e isso está totalmente atrelado ao comportamento das pessoas.

 

Durante os passeios nos dias que se seguiram, foi bom estar com o guia, pois me senti mais segura. Ele nos avisou desde o início que nas vilas mais tradicionais é mais respeitoso usar roupas fechadas para evitar olhares – para os marroquinos, algo mais “ousado” soa como desrespeito à cultura. As cidades maiores e mais turísticas são mais tolerantes, mas ainda assim os olhares repressores existem e também é nítida a separação dos papéis do homem e mulher: em diversas lojas, por exemplo, o homem nos mostrava os produtos enquanto a mulher apenas servia um chá.

FOODIE LOVERS, PREPAREM-SE!

Os aromas de curry e cominho, típicos do Marrocos particularmente me encantam muito. Comi cuscuz diversas vezes e também provei um prato típico chamado tagine, que é basicamente um bowl com legumes e carne. Para beber, super indoco os chás maravilhosos!

FAÇA O WALKING TOUR

Marrakesh é tão fotogênica que não tem maneira melhor de conhecer a cidade se não andando e desbravando cada canto. Acordamos no domingo e fizemos um walking tour com o nosso guia… quantos lugares incríveis! Amei conhecer a praça central e a Tumba Saadiana.

 

MEDINA

Ainda nesse mesmo dia, passamos horas passeando pelo centro antigo, a Medina. Por ali, existem muitas feirinhas e pessoas vendendo coisas de todos os tipos – alerta de hot spot para comprar mimos de viagem! O Marrocos tem uma produção artesanal incrível e encantadora. Amei conhecer uma lojinha de ervas e produtos naturais, com uma vibe meio hippie, cheia de temperos, óleos e infusões. Também haviam produtinhos de beleza como esfoliantes, cosmética natural e ervas medicinais. Aproveitei a deixa para garantir uma máscara para cílios totalmente natural!

Nos comércios locais, a moeda de troca principal é a negociação. Eles jogam o preço lá em cima e, conversando, você consegue comprar coisinhas até pela metade do preço original.

 

HORA DE BOTAR O PÉ NA ESTRADA…

Na segunda-feira, saímos de Marrakesh e foram horas de viagem conhecendo lugares incríveis. Fiquei sem palavras com as Montanhas Altas Tizi-n-Tickas, um lugar com mais de 2 mil metros de altura que une as estradas de Marrakesh e Ouarzazate – confesso que até fiquei com medo! Passamos também por muitas vilas de moradores locais, rodeadas de paisagens de tirar o fôlego, típicas do Marrocos.

De lá, visitamos Kasbah Ait Bem Haddou, uma cidade surreal que é patrimônio da UNESCO e seguimos pelas montanhas até o Dades Gordes, um desfiladeiro no rio Dades em plena cordilheira… paisagens semidesérticas e, claro, celulares sempre à mão para registrar cada momento. Em Dades Gorges, ficamos em um hotel gracinha com vista para um canyon.

O DESERTO

Finalmente! Acordamos na terça-feira e partimos cedinho para o deserto, depois de um café da manhã maravilhoso. Continuamos até Merzouga, no Saara, e passamos em diversas vilas berberes como Todra e Tinghir. Paramos na Garganta de Todra, destino super conhecido e um dos mais visitados do país e, dela, saíram mais cliques de tirar o fôlego! Tinghir fica no centro do oásis do rio Todra, rodeada por um palmeiral. Visitamos ali por perto uma cooperativa de produção de tapetes artesanais – pausa para os delírios de consumo e a vontade de levar todos! –, que são conhecidos no mundo todo por suas cores vibrantes e feitos de lã de cabra, ovelha ou camelo.

 

Deixamos as coisas no hotel, descansamos um pouco e fomos fazer o tradicional passeio de camelo (que, na verdade, é um dromedário, pois só tem uma corcova). Ele nos levou pelas dunas durante uma hora, até o nosso tão esperado acampamento. É incrível ver o quanto o vento molda todas as paisagens!

ACAMPAMENTO

Que encanto! Obviamente, não dormi nenhum segundo afinal, não é todo dia que você dorme no deserto! Ficamos durante horas conversando no espaço de convivência e observando o céu mais estrelado que já vi em toda a minha vida! Quando deu 4h, tomamos café da manhã e, às 5h30, já era hora de partir para mais um passeio de camelo.

 

ESSENTIALS PARA SOBREVIVER NO DESERTO

O deserto tem um clima atípico e, por isso, alguns itens são indispensáveis para aproveitar a viagem:

1. Óculos de sol: tanto para proteger os olhos do sol quanto da areia;

2. Lenços ou pashminas: no deserto venta muito e os cabelos não param um segundo;

3. Protetor solar: por motivos óbvios: o sol escaldante;

4. Lencinhos umedecidos: ótimo para limpar o suor e as impurezas do rosto e se manter sempre higienizada.

 

… AGORA OS ESSENTIAL TIPS GERAIS DO MARROCOS:

1. Sempre dê uma olhada na previsão do tempo porque faz muito calor em Marrakesh. O ideal é usar sempre roupas fresquinhas, vestidos longos e sapatos confortáveis para conseguir andar bastante.

2. É difícil falar isso, mas é bom evitar roupas muito curtas. É mais seguro e confortável pra você, devido à cultura local.

3. Evite andar sozinha em Marrakesh e contrate uma empresa de turismo para estar sempre na companhia de um guia.

4. Pechinche sempre!

5. Os guias dos passeios pelas vilas vivem do turismo, por isso é muito comum dar gorjeta quando o serviço é legal. É sempre bom andar com o dinheiro trocado.

SHOP THE MARRAKESH VIBES LOOKS

 

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo