X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

29/11/2017 | Team iLovee

Por Dentro do Ateliê de Olivia Lambiasi

Moda Lifestyle História

Por Dentro do Ateliê de Olivia Lambiasi

De São Paulo a Alphaville, destino do shooting da vez, não é bem uma viagem longa, mas pra gente foi como se fosse. Deixamos a cidade cinza para trás para encontrar Olívia Lambiasi em meio ao verde e às telas, no seu ateliê num condomínio isolado no alto de uma montanha na cidade vizinha a capital – para uma artista como ela, não estávamos esperando nada menos excêntrico porque, como ela gosta de brincar, artista tem licença poética para isso.

A Oli – você se lembra – já esteve por aqui quando contamos as histórias de várias paulistanas (de coração ou RG), no projeto iLovee SP. De abril a novembro, muita coisa aconteceu e mudou na vida dela e é esse catch up que a gente veio fazer, com direito a goodbye do seu ateliê – em poucos meses, ela o deixa por um endereço em Pinheiros.

Com a arte correndo forte em suas veias desde criança – ela chegou até a nos mostrar os primeiros desenhos na parede que fez por ali! –, a morena (quase loira, verdade seja dita) de personalidade autêntica e cheia de opinião já não é mais uma promessa no mercado. Hoje ela o conquistou com seu trabalho, que encanta nomes como Constanza Pascolato, Isabella Fiorentino, entre outros, e está em status de expansão. A mudança do seu ateliê, novos projetos se aproximando e um novo momento pessoal se iniciando são só algumas coisas que andam rolando no mundo da Oli.

SHOP THE LOOK 

Em um papo descontraído, a artista plástica nos contou tudo o que vocês precisam saber sobre essa nova fase. Para embalar a entrevista-editorial, ela vestiu as peças-desejo da TVZ e sapatos My Shoes – marcas que estão na nossa curadoria apurada.

iLovee: Oli, você já está nessa caminhada artística há algum tempo. O que mudou desde o começo?

OL: Muita coisa mudou. Meu traço, minhas inspirações, eu mesma mudei. Me lembro de uma fase em que só pintava telas, o que não me deixava 100% satisfeita apesar de ter a certeza que era isso que eu queria seguir de carreira. Foi só quando comecei a pintar as bolsas que meu traço fluiu melhor e, por fim, me encontrei! A partir daí, me vejo como uma artista em constante desenvolvimento e gosto de falar isso porque ainda não me sinto completa, não testei tudo que queria testar, não encontrei uma linguagem específica. E para um artista é muito importante esse processo de autoconhecimento.

iLovee: E como esse processo acontece?

OL: De muitas maneiras… Receber críticas construtivas, por exemplo, é essencial. Eu a-d-o-r-o ouvir e é isso que faz o meu trabalho ser mais forte, o fato de eu recebê-las com a cabeça aberta facilita a forma como eu lido com elas e como eu as uso para evoluir e ser ainda mais autêntica.

SHOP THE LOOK

 


iLovee: Agora vamos falar sobre seu ateliê, que é incrível por sinal. Como você acabou montando ele na casa dos seus tios e não em outro lugar logo de cara?

OL:  Então, na verdade não foi muito uma escolha pessoal montá-lo aqui. Minha mãe já não aguentava mais a bagunça no meu quarto e como a demanda de trabalhou começou a aumentar, o cheiro de tinta passou a me fazer mal por estar em um lugar fechado e pequeno. Foi aí que ela baniu a ideia de trabalhar em casa e me fez procurar um espaço específico para isso. Nesse momento não pensei em outra pessoa para me ajudar se não minha tia – brinco que uso e abuso dela desde que estava na barriga da minha mãe, rs! Foi em uma ligação bem intimidadora que deixei subentendido que a casa dela abrigaria meu ateliê, e ela não teve como negar. Como esperado, não demorou para que eu pudesse me instalar aqui.

iLovee: Então o que te motivou a trocar de endereço agora?

OL: Na verdade, eu comecei a trabalhar nessa ideia de me mudar há dois anos, quando minha tia foi morar em Miami. A partir desse momento, passei a me sentir muito sozinha e isso me bloqueia porque eu amo gente e preciso estar perto de outras pessoas para criar, rs. Outra coisa que influenciou bastante é a distância do ateliê (localizado em Alphavile), a logística acaba prejudicando encomendas de última hora, por exemplo.

SHOP THE LOOK

iLovee: E o que você está sentindo prestes a deixar o lugar que recebeu seus primeiros passos na arte e que acompanhou sua evolução, como pessoa e como artista?

OL: Olha, não tem como eu falar que está sendo fácil, inclusive há alguns dias eu postei uma foto com uma legenda que dizia: ‘Desse chão eu floresci e é dele que vou tirar as raízes para plantar em outro lugar’. Essa frase tem muitos sentimentos envolvidos, o luto de estar deixando o lugar onde tudo começou, o frio na barriga de estar deixando a barra da saia dos meus tios e a ansiedade de ter um lugar para chamar de meu.

A casa dos meus tios é muito mais do que o lugar que abrigou o meu ateliê. Foi aqui que aprendi tudo que sei sobre arte e design, aqui que aprendi a ser gente e agora é hora de mostrar que posso voar com minhas próprias asas.

iLovee: Oli, e o que a gente pode esperar desse novo ateliê?

OL: Uma casa-ateliê com a minha vibe, um espírito meio de casa de vila, sabe? Foi difícil encontrar, mas quando achei foi mágico, me deu um feeling de que era o lugar certo e, por sorte, é quase que literalmente na frente da minha casa. Zero deslocamento e tempo perdido no trânsito!

 SHOP THE LOOK

iLovee: Nossa, é um baita achado! E as obras já estão à todo vapor? Quando a gente pode marcar uma visita?

OL: Está quase pronta e a inauguração está prevista para depois do Carnaval de 2018. Mas como eu sou louca e bastante ansiosa, como vocês já devem ter percebido, quis dar início a um projeto, que vai dar o start e acelerar a grande estreia, antes mesmo do opening oficial e da viagem que farei para Miami.

iLovee: Hmm, e qual seria esse projeto? Estamos curiosíssimas para saber!

OL: Vou falar, mas só porque é para vocês! Sempre quis proporcionar às pessoas coisas que estivessem além do meu produto final, acredito que uma experiência pode marcar muito mais do que um objeto. Foi pensando nisso e observando que os jovens, assim como eu, estão se interessando cada vez mais por arte que me veio a ideia do Art Collective. O evento tem como objetivo levar ao público jovem obras de verdade, de designers incríveis mas com preço justo. Fiz uma curadoria especial e convidei quatro designers para apresentar suas obras e o mais bacana é que nenhuma pode ultrapassar o valor limite de R$ 1.000.

iLovee: Sensacional, Oli! Já dá para ver que esse novo momento está influenciando no seu processo criativo. O que a gente pode esperar pro futuro de Olivia Lambiasi?

OL: Só coisas boas! A verdade é que o meio em que o artista vive influencia diretamente no seu trabalho. E esse ateliê está sendo desenvolvido com muito carinho e dedicação da parte de todos. Mais que isso, quero que não seja apenas meu local de trabalho como também um espaço de convívio. Quero que seja realmente um coletivo, um local para falar sobre arte, encontrar os amigos ou mesmo fazer um Happy Hour…

SHOP THE LOOK

 


Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo