X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

X
14/05/2019 | Stephany Melo

Visitamos o novo escritório da ilustradora Maria Ruth Jobim

Moda Tudo História

Em um primeiro momento, a história que vamos contar agora pode soar como uma novidade, mas dá para dizer que ela já estava escrita lá atrás. “Quando eu era criança, fazia greeting cards e vendia por R$ 1 para as pessoas da minha família se presentearem”, conta a ilustradora Maria Ruth Jobim. Fomos ao novo endereço dela aqui em São Paulo, o MR Jobim - Creative Studio, no coração de Pinheiros, para mergulhar na sua trajetória e conhecer os novos ares que inspiram a brasiliense.

E se a sensação de dejà vu com a Maria Ruth bateu em você não é por acaso. Já a encontramos outras vezes, a mais recente delas em uma matéria superinteressante com o time de colaboradoras do The Lolla, do qual ela faz parte e também é "vizinha" - o MR Jobim divide o ambiente de trabalho com o site comandado por Rosa Zaborowsky. “O mais legal é que eu e a Rosa temos duas empresas que se complementam, uma não entra no espaço da outra", explica, "Até quando surge um job que mescla design e conteúdo, a gente acaba fazendo juntas.”


Geminiana até o último fio de cabelo e ligada no 220w, ela sempre quis fazer um pouco de tudo. A prova disso? Estudava design e nutrição ao mesmo tempo até precisar fazer uma pausa estratégica para terminar um dos cursos. Foi aí que a Maria Ruth percebeu que a sua grande vocação era mesmo o estúdio, que já dava os primeiros passos - na época, a ilustradora ainda se dividia entre Brasília, onde morava, e os trabalhos que chegavam de São Paulo.

Nesse vai-e-vem de jobs, ela permaneceu até dois anos trás, quando veio para a capital paulista de vez. E há sete meses, o MR Jobim tem espaço físico e, mais precisamente, há um mês existe no lugar que os cliques dessa matéria ilustram. Curiosas que somos, mergulhamos ainda mais em cada detalhe:

iLovee: Má, para começar nosso papo, pode contar um pouco sobre como é o dia a dia por aqui? 

M.R.: O dia a dia é sempre nessa salinha gostosa com uma velinha acesa, muito café e muito trabalho. Parece clichê o que vou dizer, mas é verdade: cada dia é uma coisa nova, diferente, e eu acho essa dinâmica excelente, mas é bem corrido também. 

iLovee: É quase um templo da criatividade aqui! E como foram os seus primeiros passos, ou melhor, traços no universo da ilustração? E o que te levou ao MR Jobim?

M.R.: Foi após eu trancar de uma vez por todas o curso de nutrição e começar a estagiar. Fiz muita coisa, aprendi sobre identidade visual, branding, estamparia, e a única coisa que eu não conseguia me dar bem - acredite se quiser - era ilustração. Para desenvolver esse skill, uma professora da faculdade passou um trabalho que era construir um baralho e eu criei 52 cartas ilustradas com a temática de moda, e foi minha porta de entrada para as ilustrações. A partir de então, as coisas foram acontecendo naturalmente, um marketing de boca a boca. Estudei autorretrato e retrato de outras pessoas, duas coisas que eu não amo, mas foi bom conhecer e então decretei: eu não quero trabalhar só com ilustração, eu quero trabalhar também com branding.

iLovee: E  você sempre sonhou em ter um escritório só seu?

M.R.: Eu não sei se sempre sonhei com isso, mas sempre soube que aconteceria. Era muito uma certeza na minha cabeça. Em todo lugar que eu trabalhava, ficava de olho em como era ser um bom ou mal chefe, como é ser responsável e uma boa liderança no escritório. Até tive um chefe que me deu o livro “O Monge e o Executivo” dizendo: 'Para quando você for chefe, porque eu sei que isso vai acontecer.' Foi um dos melhores chefes que eu tive e agradeço muito a previsão dele, rs.

iLovee: Que legal! E a gente sabe que o ambiente ainda está em construção, mas já amamos. O que você ainda planeja fazer por aqui e o que não poderia faltar?

M.R.: Ainda falta pendurar quadro na parede, trocar o carrinho e ainda não chegaram as coisas da Rosa, que também serão parte da décor do escritório, o que é legal porque a gente super se identifica. Nossos gostos pessoais são parecidos e a imagem das marcas MR Jobim e The Lolla também. Ah, alguns detalhes da decoração vieram do meu outro escritório, como o tapete e essa mesa, que eu fiz com meu pai e tem uma história legal. Ela tem um tubo de cobre que era de um para-raios que meu pai desmontou, a gente achou que dava pra ser o pé de uma mesa, eu desenhei e aqui está ela!

iLovee: Entre uma pergunta e outra, não conseguimos tirar os olhos da sua estante. Conta pra gente alguns dos livros que mais te inspiram?

M.R.: Ah, eu tenho vários! O “In Progress”, da Jessica Hische, é um deles. É um livro lindo de lettering que sinto até ciúmes de indicar porque queria que ela, a autora, fosse minha melhor amiga secreta. Tem também o “The Secret Lives of Color”, da Cássia St. Clair, que conta um pouco sobre a vida das cores. No caso do azul, por exemplo, mostra seus vários tons, de onde eles vieram, o que representava em tal século e ele é lindo por dentro. Por fim, o “Arte Moderna”, do Giulio Carlo Argan, que foi um livro que minha professora me deu a cópia na faculdade e era meu livro da matéria de história da arte. Tem tudo o que a gente precisa saber sobre arte, arquitetura e design, mas como eu não tinha a capa dele, um dia eu comprei, achei fantástico e depois de um tempo percebi que era o mesmo e passei a aproveitá-lo de verdade.

Gostou do estilo da Maria Ruth?  Confira essa curadoria inpiradora para dar um up no seu escritório ou home office também: 

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo