X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

21/12/2017 | Sofia Stipkovic

EMPREENDEDORISMO NO DNA: SAMANTA PIACINI E SUA LEMON BASICS

Moda História

Tem marcas que são inspiradoras por que tocam nosso coração pela história e tem marcas que nos conquistam pela inteligência, dedicação e carinho nos mínimos detalhes. A Lemon Basics é assim. Fomos ao shopping Cidade Jardim, onde a brand abriu sua primeira pop-up store, para conversar com a fundadora Samanta Piacini e saímos de lá olhando os básicos com outros olhos.

Diferente do que a gente vê muito por aí, a Lemon não nasceu ao acaso. A marca foi concebida depois de muita pesquisa e olhar apurado da Sá que, também diferente da maioria dos founders, se preparou como ninguém para assumir o papel que tem hoje. “Cresci com a ideia de empreender e já na faculdade fui atrás de desenvolver projetos inovadores, que eu pudesse alavancar e levar para fora da sala de aula”, revela, “Sempre quis criar um produto ou serviço diferenciado, com um modelo de gestão transparente que me desse a chance de formar e coordenar um time de pessoas.”

Como diretora de projetos da empresa júnior da faculdade, passei a entender mais do universo do empresário e os desafios de ter um negócio próprio hoje em dia.

O segundo passo profissional da gaúcha foi na Nielsen, uma das maiores empresas de pesquisa de mercado do mundo, uma experiência riquíssima para quem já estava pensando em criar um business. “Lá eu atendia supermercados, mas mesmo assim tive oportunidade de mapear tendências de consumo, quais produtos vendiam mais e por quê”, conta, “Foi aí que eu percebi um gap de mercado.” Inspirada por esse gap, Sá projetou o embrião da Lemon Basics e, conversando com seus professores – uma rede de relacionamentos poderosa que construiu na faculdade –, foi desenvolvendo a marca. 

EMPREENDEDORISMO NO DNA: SAMANTA PIACINI E SUA LEMON BASICS

iLovee: Sá, é muito bacana ver como você embasou a empresa em termos de business mesmo. Mas, como você determinou o nicho? Quer dizer, como você escolheu criar uma marca de moda?

S.: Antes de chegar na Lemon, eu passei por diversas ideias. Quis montar um aplicativo e até uma empresa de tijolo ecológico, rs. Só sabia que queria empreender e estava muito ciente de que não precisaria ser em algo que eu dominasse, como é o caso da moda. É até engraçado pensar que acabei escolhendo esse universo porque sempre fui muito minimalista, às vezes até um pouco avessa à moda e ao fast fashion – na verdade, esse foi o diferencial para a marca nascer. A intenção era montar algo que preenchesse esse “buraco” no mercado não só físico como online e que criasse essa identificação com consumidores como eu, que não se achavam em outras lojas.   

iLovee: E falando em diferencial, qual é o da Lemon Basics?

S.: Acredito que a qualidade e a lealdade ao nosso DNA. Calma, explico melhor. Somos uma marca de básicos, com lançamentos mensais e que não foge ao que deve ser esse tipo de roupa, então no nosso mix de produto você só encontrará básicos mesmo, como as t-shirts (que são carro-chefe), regatas, blusas de manga comprida e camisas. Tudo respeitando o nosso padrão top de qualidade, como o corte de alfaiataria, que dá um caimento diferenciado nas peças, e o tecido, que é de um fio importado muito gostoso de usar e resistente ao tempo. 

EMPREENDEDORISMO NO DNA: SAMANTA PIACINI E SUA LEMON BASICS

iLovee: Nossa, que bacana, Sá! A gente imagina então que o desenvolvimento dos produtos deve ser igualmente supervisionado de perto, né?

S.: Sim, com certeza. Eu mesma acompanho e me coloco bastante na parte de processo criativo. Existe uma pesquisa profunda em bureaus de moda, como o WGSN, e in loco já que passei a frequentar as fashion weeks internacionais com o olhar atento às novidades que podemos adaptar à Lemon. Afinal, nem tudo que é tendência, cabe a nós reproduzir. Por exemplo, nossa cartela de cores é inspirada nos tons que estão em alta mas do jeitinho da marca; o amarelão está super in nessa temporada, só que na loja talvez ele não surja num tom tão forte, tão mostarda. 

Ilovee: Já que a gente entrou no assunto de tendências e novidades, o que podemos esperar da Lemon Basics para 2018?

S.:  Ah, muitas novidades! Terei agora uma sócia, a Ana Paula Franz, que coordenará a parte de marketing, temos planos de exportar nossos produtos para a Europa e um projeto meu (ainda secreto!) dentro da Lemon para incentivar parcerias e lançamentos inovadores da marca. Outra coisa é que nesse ano, nossa pop-up store no Cidade Jardim foi um mega sucesso, com pessoas visitando no shopping e depois comprando mais no e-shop. Para 2018, a gente pretende manter essa loja afinal, não vale a pena mexer em time que está ganhando.

EMPREENDEDORISMO NO DNA: SAMANTA PIACINI E SUA LEMON BASICS

SHOP LEMON BASICS

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo