X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

12/06/2017 | Team iLove

Loafers & Business: Uma Entrevista com Paula Proushan, da Blue Bird

Moda História

Loafers & Business: Uma Entrevista com Paula Proushan, da Blue Bird

Rosa Zabrowsky está de volta ao iLove. A escritora do Lolla – blog que a gente ama – conversou com Paula Proushan, co-founder da Blue Bird – brand de sapatos exclusivos feitos à mão e que, claro, está na nossa curadoria – em seu apartamento duplex e superaconchegante em Pinheiros. Vem conferir o papo de perto…

Conheci a Paula Proushan de férias em Miami. Ah… good old times! Fiquei muito tempo sem vê-la e só a reencontrei em uma reunião anos depois, num prédio em Pinheiros que viria a ser a sede da Blue Bird. Isso foi bem no início quando ela e a Michelle Lima estavam começando a marca, que viraria hit nos pés das fashionistas, unindo o shape clássico do loafer a elementos fun em sapatos cool e confortáveis para o dia a dia. Nessa época, a brand fazia peças por encomenda com bordados personalizados, de acordo com o briefing da cliente. De lá pra cá, a dupla abriu três lojas em São Paulo, uma no Rio e, recentemente, uma em Curitiba. Além disso, estão presentes em diversas multimarcas e vendem para todo o Brasil na loja online. Agora com vocês, meu bate-papo com a Paulinha…

 

RZ: Como a Blue Bird nasceu e de onde surgiu o nome da marca?

PP: Partimos da necessidade de ter uma marca especializada em sapatos baixos que unissem conforto e estilo. Também queríamos que eles fossem feitos à mão com um custo benefício justo para nossa cliente. Sobre o nome, eu e a Mi sempre gostamos da ideia da arara azul como um símbolo forte e tropical. Porém, a gente sabia que não podia limitar a marca e, como tínhamos interesse em exportar nossas peças, o nome Blue Bird nos ajudaria a transmitir uma ideia global.

 

RZ: Por falar na Mi (Michelle, a sócia da Paulinha), como é a divisão das atividades de vocês na marca?

PP: Oficialmente, a Michelle é designer e diretora de estilo. Ela trabalha com sapatos desde os 16 anos, já foi diretora na Schutz e teve sua própria marca. Eu cuido da parte de comunicação e marketing. Apesar de ter estudado moda, o tempo que morei nos EUA foram muito importantes para a construção de um olhar contemporâneo, tanto para produto quanto para comunicação e hoje vejo isso mais claramente nas minhas atividades à frente da Blue Bird.

Além das atividades normais, fazemos absolutamente tudo dentro da empresa, incluindo os cuidados com a saúde financeira da marca, que é nossa prioridade #1.

RZ: Qual é o segredo para fazer a sociedade dar certo?
PP: Eu e a Michelle somos mais do que amigas, somos irmãs. Essa cumplicidade nos ajuda a analisar e escolher juntas as brigas que vamos entrar.

RZ: E o processo de criação da dupla?
PP: Sempre começa com uma ideia ou inspiração que vamos desenvolvendo através de pesquisas. Juntamos todas essas referências e elaboramos as peças, cada uma com sua identidade, tecido, cor ou bordado.

É importante lembrar que nossas peças são produzidas 100% no Brasil e isso é um orgulho imenso pra gente!

 

RZ: Por que loafer?
PP: O loafer tem o shape de um sapato masculino mas carrega uma delicadeza feminina. Adoramos isso e não vemos porquê não incorporar formas tidas como “deles” em produções para mulheres. De tão confortáveis, hoje os loafers são os sapatos mais usados no dia a dia.

RZ: Quais são seus desejos para a Blue Bird? O que podemos esperar esse ano?
PP: Nós queremos vestir a nova mulher contemporânea brasileira, conversar com elas que trabalham, cuidam dos seus filhos e marido, têm hobbies e uma vida a mil por hora. Que fazem tudo isso e ainda arranjam um tempinho para jantar com seu loafer favorito!

O mundo está mudando e temos que nos adequar não só as tendências de moda, mas as de estilo de vida e escolhas das mulheres.

 

CHAT CHAT COM PAULA PROUSHAN

Livro de business inspirador:
PP: O Delivering Happiness, que conta a história da Zappos.

Business woman inspiradora:
PP: As meninas da antiga Juicy Couture e a Tory Burch, que construiu uma marca de $1B a partir de um modelo de sapato.

Aprendizado nesses anos de Blue Bird:
PP: Aprendi a me relacionar com as pessoas, ser paciente e escutar mais.

Ficou mais fácil entender porque somos loucas por sapato?
PP: Com certeza isso sempre vai ser um segredo guardado a sete chaves.

O que te motiva no seu trabalho à frente da Blue Bird:
PP: Tudo que seja simples, cool, fun, criativo e novo.

Lugar favorito para um almoço durante a semana:
PP: O fresh e leve Olea, em Pinheiros.

Drink favorito:
PP: Sou viciada em suco verde!

SHOP BLUE BIRD

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo