X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

X
18/06/2019 | Stephany Melo

De ouvido atento no relançamento do podcast Meio Fio

Moda Lifestyle Tudo História

Sabe aquele encontro de amigas leve e divertido, para tomar um vinho e colocar o papo em dia? É mais ou menos isso que a gente pode esperar do Meio Fio, podcast formado por quatro mulheres igualmente inspiradoras e que traz em seus episódios semanais, um canal de conversa e, principalmente, de troca sobre diferentes questões.

Conhecemos Júlia RibeiroAntonella VanoniStephanie Noelle e Stella Spinola em uma manhã no Jaguar Bar, no centro de São Paulo, e elas contaram pra gente como tudo aconteceu e o que virá nessa nova versão do MF - vale ressaltar que o Meio Fio já existia antes com Toni e Júlia no comando, mas acaba de debutar novamente com novos episódios às segundas-feiras e o time completo reunido pela primeira vez.

iLovee: Antes de chegarmos ao relançamento, contem pra gente: como tudo isso começou? 

A.V.: A primeira leva começou comigo e com a Júlia em 2017, mas a ideia agora é zerar tudo. Eu morava em Porto Alegre ainda e ela aqui em São Paulo e fazíamos tudo por Skype. 

J.R.: E a Antonella nem ia participar do podcast, ela ia fazer a arte e eu falei “tá bom, daí você grava comigo, rs”. E foi o que aconteceu. 

iLovee: Mas por que vocês decidiram dar uma pausa e como isso se tornou o podcast que está renascendo agora?

A.V.: Quando paramos com o Meio Fio ano passado, com o objetivo de voltar, nos demos conta de que não éramos mais as mesmas pessoas de 2017 e que o que a gente fazia e o formato talvez não fossem mais algo que nos identificássemos. Na nova versão, a vertente ainda será a mesma, mas como agora estamos em quatro mulheres, com faixas etárias e vivências diferentes, com certeza agregaremos bem mais.  

iLovee: Falando nisso, como vocês se encontraram e foram parar nesse mundo? Sempre foi uma vontade de todas ter um podcast?

A.V.: Sou designer e nunca tinha pensado em ter um podcast porque nunca antes havia tido a experiência de falar e opinar com a minha voz. Eu até tinha um canal no youtube, mas era algo muito superficial e só postava quando tinha tempo. 

J.R.: Já eu, jornalista, trabalhava no Estadão e um dia sentei no podcast do PC Siqueira, o Papo Torto, pra aprender como operar a mesa de som, daí viraram o microfone pra mim e falaram “fala aí” e, depois disso, eu fiquei por mais uns trinta episódios, rs. Quando saí de lá, senti muita falta de gravar, muitas pessoas me pediam pra voltar e foi quando falei com a Antonella e aconteceu o Meio Fio. 

S.S.: Sou designer de moda e meu primeiro contato com podcast foi justamente ouvindo a primeira versão do MF porque elas me mencionaram em um episódio. Quando fizeram essa pausa combinamos de jantar e, durante a conversa, comentei que tinha muita vontade de ter um podcast sobre beleza, mas que ainda assim sentia que tinha muito mais coisas pra falar e não gostaria de fazer isso sozinha. No dia seguinte, já estávamos organizando tudo!

S.N.: E eu, bem millennial, cresci com o surgimento das redes. Quando era adolescente surgiu o blog, depois veio o Orkut e Twitter, daí o Facebook, Instagram e eu tive meus jeitos de me comunicar em todos esses meios e o podcast é mais um jeito que tenho de fazer isso. Sou jornalista, gosto muito de me comunicar, mas nunca tinha pensado “vou fazer um podcast sozinha”, porque até então eu achava que precisaria de uma superestrutura. 

Entre um cafézinho e outro - e de ouvidos atentos a cada detalhe dessa história -, não poderíamos deixar de captar como tudo acontece por trás dos microfones: 

iLovee: E como está sendo pra vocês o processo de gravar os episódios? 

A.V.: Basicamente o processo é definir um tema que seja comum pra nós quatro e gravar. Uma coisa que combinamos quando decidimos ter o podcast novo foi que todos os temas surgissem de alguma questão nossa, até pra fugir dessa coisa mega estruturada, formal, e pra conseguirmos trazer nossas experiências e coisas em que acreditamos. 

S.S.: São assuntos que achamos que também incomodam muitas pessoas e que elas vão se identificar, entender do que estamos falando. 

J.R.: Quando cabe também abrimos pra perguntas, relatos ou comentários nas nossas redes sociais. Acho que querendo ou não está todo mundo no mesmo barco. 

S.N.: E temos gravado os episódios na minha casa e, quando fomos fazer o primeiro, fiquei pensando muito sobre como faríamos, como falar, só que na verdade tudo acontece de forma muito natural. Nós vamos conversando como sempre, a diferença é que está gravando, e isso é justamente pra soar verdadeiro pra quem está ouvindo. 

J.R.: Nós nos sentamos todas no chão em rota com uma garrafa de vinho, o microfone, e grava. 

iLovee: Pra fechar nosso papo: o que as pessoas podem esperar do Meio Fio?

J.R: O primeiro episódio vai ser sobre tempo, no geral. Por exemplo: paramos de gravar a primeira versão porque não tínhamos mais tempo, mas como é que lidamos com o fato de não ter tempo?  E como é que todo mundo lida com isso de trabalhar demais, arrumar um tempo pra si, conseguir parar vinte minutos pra relaxar? 

S.N.: Além disso, no episódio também  falamos de como lidar com o fato de que realmente não dá pra fazer tudo. A grande questão das pessoas da nossa idade, vinte e poucos anos, é que queremos fazer tudo e, pensando nisso, trouxemos um pouco das nossas experiências para mostrar que está tudo bem, que a pessoa ouvindo do outro lado não é menos quando não consegue fazer tudo também.  

A.V.: A gente quer que seja uma roda de conversa que, apesar de ainda trazermos convidados, não queremos que fique um formato muito jornalístico e formal. 

Antes de nos despedirmos, como é de praxe, ficamos aqui com um #ShopNow da nossa curadoria inspiradora: 

explorar

Compre

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo