X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

10/05/2017 | Team iLove

Art Meets Fashion: A Artista Plástica Olívia Lambiasi

Moda Lifestyle História

Art Meets Fashion: A Artista Plástica Olívia Lambiasi

Olívia Lambiasi é inesquecível. Mais do que isso, ela é divertidíssima – a ponto de ter sido até um pouco difícil manter o foco ao entrevistá-la. A artista plástica tem resposta pra tudo e, com uma pitada de ironia e bom humor ácido, arranca risada de quem quer que sente ao seu lado. “Capricha nessa make que eu quero ficar gata, vou aproveitar para atualizar minha foto de perfil nas redes sociais!”. O desejo dela é uma ordem nada complicada de obedecer — afinal Olivia é linda, tem traços marcantes e uma personalidade forte, que transparece no estilo descolado e é mais eficiente do que qualquer maquiagem.

Com esse espírito loud e uma alma de 80 anos presa no corpo de 25, como ela mesma disse, a gente pode até dizer que Oli não poderia ser outra coisa senão artista. “Nasci no mundo das artes, comecei a pintar aos 4 anos! Então sempre foi algo presente na minha vida, principalmente através dos meus tios, que são da área”, conta, “Mas digo que sou viciada mesmo há 4 anos.” Nem um pouco coincidentemente esse vício começou na época que ela deixou a fotografia para trás, entrou em uma crise existencial e reencontrou as tintas, os pincéis e os quadros. “Estava na minha cara o tempo todo, mas nunca considerei a arte como profissão, mesmo com exemplos bem-sucedidos na família! A ideia de fazer carreira nesse mercado ainda soa estranho para a maioria das pessoas.”


SHOP THE LOOK

É verdade, mas Oli está mudando esse pensamento a cada peça que ganha uma interferência artística sua – nem pense em chamar de customização – e vira desejo imediatamente. Para quem ainda não conhece o trabalho dela, a gente explica: o nome de Oli ficou quente quando ela começou a fazer arte em bolsas de grifes badaladas a pedido das suas donas. O start começou com ela mesma e o que era só uma maneira de fugir do padrão, virou sinônimo de cool. “A primeira bolsa que pintei era uma Chanel clássica”, relembra, “Tinha trabalhado meses, juntando grana para comprá-la e, quando finalmente consegui, me frustrei. Saía por aí e encontrava várias mulheres iguais a mim.”

O brasileiro, principalmente o público mais jovem, está começando agora a se interessar e consumir arte de todas as formas. É um cenário novo e instigante!

A loucura, à primeira vista, de passar o pincel em um artigo de luxo a fez explodir no mundo fashion. “As pessoas me paravam na rua para perguntar onde tinha comprado”, conta, “Quando falava que eu mesma tinha feito, elas me pediam para fazer o mesmo nas bolsas delas!” Hoje sua cartela de clientes tem nomes de peso como Constanza Pascolato e parcerias incríveis como a lançada com a Blue Birds e, recentemente, com o Shop2gether – e-shop fashionista e completíssimo que compõe o styling desse shoot junto com escolhas descoladas da brand de sapatos Paula Torres.


SHOP THE LOOK

Estamos curiosas: o seu processo criativo é tão enérgico quanto o resultado dele?

OL: Sim, é algo libertador. Coloco ali tudo o que estou sentindo no momento então não dá para me apressar a entregar uma bolsa ou tela. Também é impossível guiar minha arte ou a intervenção que farei. Se me pedem para fazer uma inicial ou qualquer coisa do tipo, por exemplo, eu indico outros nomes, mas eu não faço. Minha obra tem que ser de autoria minha.

E você teve toda essa liberdade para criar na parceria com o Shop2gether?

OL: Tive super! Claro que rolou um prazo porque é preciso esse controle para a empresa se organizar, mas eles me ligaram com antecedência (uma coisa que amo!) e era bem claro desde o princípio a minha forma de trabalhar. Me entregaram o material e eu consegui mergulhar no meu processo criativo com calma, naturalmente e de forma bem espontânea. Ao longo do processo, fui dando meus feedbacks e tudo fluiu muito, muito bem. O pessoal foi sensacional e a confiança e respeito ali eram mútuos.

Depois dessa parceria, a gente pode esperar mais Olívia Lambiasi na moda?

OL: Não gosto de me prender então não sei do futuro, mas tenho uma certeza: pretendo diminuir consideravelmente a quantidade de bolsas que faço. Na verdade, hoje em dia já faço um filtro criterioso das minhas clientes porque, caso contrário, estou fazendo exatamente o oposto do que me levou a pintar essas intervenções. Estarei padronizando-as – mesmo que uma nunca seja igual a outra – ao invés de criar um item único.

SHOP THE LOOK

  É muito importante você ser autêntico e verdadeiro ao que você está sentindo. Não tenho medo de falar e fazer o que quero.

Se no universo fashion a gente pode não vê-la mais com tanta frequência, no mundo das artes ela é estrela em ascensão. Fomos à galeria Art Lab, nos Jardins, onde Olívia expõe alguns de seus quadros. “Tamanho sucesso das bolsas, jaquetas e outras peças que estão por aí levando meu nome, muitas pessoas se surpreendem quando revelo que pinto quadros também. Dá para acreditar?” Claro que dá, afinal o trabalho dá Olivia rende quadros lindos. A exposição continua firme e forte na galeria, assim como o nome dela em qualquer rodinha cool de conversa.

 

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo