X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

21/07/2017 | Team iLove

Como Transformar a Bolsa em Protagonista do Look com Silvia Henz

Moda Lifestyle História

Como Transformar a Bolsa em Protagonista do Look com Silvia Henz

O que é consumo consciente? Se você ainda não está por dentro do hot topic do momento, é o ato de adquirir e usar os bens sem exceder suas necessidades. Esse assunto é cada vez mais recorrente – e bem importante, diga-se de passagem – nas rodinhas do mundo da moda e atualmente já há um número significativo de pessoas e marcas que abraçam o movimento.

Com todas essas ideias fervilhando na nossa cabeça, convidamos a consultora de moda e estilo Silvia Henz, que é adepta do armário-cápsula – um bom exemplo de como ser uma fashionista mais consciente – para um bate-papo sobre essa tendência, com direito a truques de styling para transformar a bolsa em protagonista do look, em um shoot incrível com a curadoria de bolsas BoBAGS, e-shop de aluguel de bolsas de luxo, que está na nossa máster curadoria. Agora vamos ao chat-chat:

 

iLovee: Muito se fala sobre guarda-roupa inteligente, armário-cápsula, etc. mas o que é isso afinal?

Silvia: É um armário que tem um número limitado de peças e uma prova viva de que essa pequena quantidade é totalmente utilizável. Ele pode ser definido por estação ou por ano, dependendo da variação climática da cidade que você reside.

“Eu parei de comprar roupas, gosto de pesquisar como utilizar as coisas que já tenho de formas diferentes. Dia desses, navegando no Pinterest, descobri o Normcore e vi que tem muito a ver comigo. Adoro esse minimalismo, mas como sou brasileira e ex-produtora de moda, acabo incrementando esse estilo com acessórios”.

SHOP THE LOOK

 iLovee: E o que te motivou a aderir?

Silvia: Já fui muito consumista quando era produtora de moda, eis que um dia resolvi reformar minha casa há uns dois anos e, em meio a mudança, separei em uma caixa apenas as peças que eu mais gostava. A reforma que era para durar 1 mês durou 4 e o mais bizarro da história é que as roupas que ficaram de fora dessa caixa não fizeram a menor falta! Foi aí que falei, “tem algo de errado na minha vida”. Fiz uma limpeza no meu closet, tirei todas as peças de acervo, doei e até mesmo vendi – aliás, ganhei um bom dinheiro! Hoje, eu defino meu armário por estação e possuo apenas 33 peças e ainda assim não uso tudo! Meu objetivo de vida é o total aproveitamento do guarda-roupa.

SHOP THE LOOK

iLovee: Que demais! É uma ótima história! Então, todo armário-cápsula é pensado assim? O que o define? Como ele é dividido?

Silvia: Bom, na verdade o número mais utilizado são 37 peças. Para Susan Faux, britânica que inventou a tendência nos anos 70, o número ideal seria 32 peças. Mas, vale o que você achar necessário, óbvio que mantendo o bom senso. Por exemplo, 200 peças fogem da ideia de cápsula! E a forma de dividir é sempre bem particular. No meu caso, tenho 4 sapatos, 2 bolsas, 3 casacos de inverno, e o restante são bottoms e tops.

iLovee: Você não acha que fica mais difícil se vestir com a quantidade peças reduzidas?

Silvia: Ao contrário! Fica milhões de vezes mais fácil, te convido a entrar no meu armário e pegar qualquer coisa de lá, que não combine uma com a outra. Tudo casa! Ah, uma dica para descomplicar é escolher 3 cores e completar a cartela com tons neutros.

Eu defendo a teoria de que a repetição de looks contribui muito para a formação da coerência visual. Já reparou que os personagens de novela sempre ficam marcadas pela repetição do estilo das roupas? As figurinistas de novelas geralmente usam essa tática para apresentar coerência de imagem.

 

iLovee: Será que esse é o futuro da moda?

Silvia: Não sou nenhuma vidente, mas acredito que sim. Sei que nem sempre é acessível comprar peças de marcas “politicamente corretas”, no entanto, só de ter essa ideia na consciência já vale e outra, acho que as pessoas estão muito mais abertas hoje em dia para comprar uma peça usada. Os brechós, que antes eram desvalorizados, estão muito em alta, essa história de não deixar o ciclo da roupa acabar já é um grande passo em direção a sustentabilidade.

iLovee: Você contou pra gente que tem só 2 bolsas no armário. Como é possível transformar esse acessório em protagonista do look?

Silvia: Quando você adere ao armário-cápsula, tudo dentro dele assume uma forma bem neutra e, nesse contexto, as bolsas podem ser coloridas ou de um estilo bem marcante. Elas são um grande truque de styling!

SHOP THE LOOK

iLovee: A BoBAGS é uma empresa super em sintonia com consumo consciente, através das opções de aluguel, compra e venda de bags de luxo usadas. Você acredita que esse formato de e-shop pode ser uma extensão do closet-cápsula?

Silvia: Total! Isso é realmente ser consciente. Alugar em vez de manter a peça parada é sustentável e uma opção maravilhosa. Fico muito feliz em ver que a maioria das pessoas estão compartilhando mais e possuindo menos as coisas. Iniciativas como a da BoBAGS, da Uber ou Airbnb, por exemplo, provam que esse é o caminho daqui pra frente.

SHOP BOBAGS NOW


Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo