X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

10/11/2016 | Team iLove

Alê Kertzer conta como é ser stylist em NY

Tudo Moda História

Meio brasileira, meio americana, e com um je ne sais quoi de francesa. É assim que a gente começa a descrever Alessandra Kertzer – ou só Alê, uma mulher cheia de personalidade e atitude que carrega um mix de influências de vários lugares do mundo. Ela nasceu no Brasil, partiu aos 17 anos para estudar moda em Paris, e, depois de 4 anos, aventurou-se a morar em New York para trabalhar em marcas de luxo, até se estabelecer como personal stylist, sua profissão atual. E esse é só um resumo da sua trajetória – que, diga-se de passagem, é de dar inveja (boa!).

A Alê é a primeira personagem de uma série de histórias que trouxemos de NY, em um projeto superespecial que contará muitas outras histórias – então é bom ficar de olho! Para essa matéria, contamos com a parceria no styling de marcas como a AMARO, uma brand que traduz bem essa essência cool-chic e acessível que a Alê exala. Além de Arezzo e Paula Torres, que fecharam os looks com sapatos on trend.

Voltando ao cenário do nosso encontro com a Alê, passeamos pelas ruas do SoHo, bairro novaiorquino tipicamente frequentado pelos amantes de moda, e por onde ela sempre está, seja para passear ou trabalhar no seu café preferido, o Cha Cha Matcha - é nesse lugar aconchegante que, entre um chá e outro, ela aproveita para fazer pesquisas e descobrir cool brands novas.

alê kertzer conta como é ser stylist em NY

A seguir, você confere os trechos mais bacanas do nosso bate-papo com a Alê – seus primeiros passos profissionais na Alexander Wang, como foi trabalhar na badalada Miu Miu e curiosidades sobre ser stylist em NY, o emprego dos sonhos para quem ama moda.

Sobre começar uma carreira na Alexander Wang:

“Consegui o estágio em Paris, na Fashion Week, para trabalhar na Alexander Wang através do curso que estava fazendo na Parsons parisiense. De lá, fui chamada para trabalhar na marca, em NYC, com Merchandising. Eu nem sabia direito o que era isso, mas aceitei sem hesitar porque sabia que lá era o lugar que eu queria estar e aquela era a marca onde eu queria trabalhar. Pensei ‘qualquer coisa que me oferecerem eu aceito!’. O que eu mais gostei da experiência toda foi de desenvolver meu lado analítico e crítico, além do criativo, e, assim, poder embasar mais as minhas opiniões.”

Sobre a rotina - sem rotina - da Miu Miu:

“Da Alexander Wang, fui para a Miu Miu, a convite da minha ex-gerente. O meu trabalho lá era comprar a coleção para a América do Norte, levando em conta o estilo de cada região. Eram muitas viagens, cada dia um avião. Eu adorava, pois odeio rotina! O legal é que você realmente vê como áreas diferentes usam, amam e compram coisas diferentes.”

Sobre largar tudo e se arriscar como Personal Stylist:

“Eu fui percebendo que estava trabalhando e usando o meu tempo para dar dinheiro para o negócio de outra pessoa, e não estava sendo gratificante. Já fazia styling por hobbie, mas queria que virasse profissão. Larguei meu emprego e salário fixos para investir naquilo, mesmo que minha família e amigos me chamassem de louca.”

alê kertzer conta como é ser stylist em NY

“Eu pensei: ‘Quero fazer algo que eu sinta que estou ajudando alguém de alguma forma.”

alê kertzer conta como é ser stylist em NY

Depois de mergulhar no dia a dia da Alê - e ficar com vontade de se mudar agora pra NYC! -, aproveitamos para falar ainda mais sobre o seu estilo e trabalho atual.

iLove: Você trabalha com tantos estilos e personalidades diferentes. Como é o SEU estilo?

A: Eu sou superminimalista! Gosto de looks chics, mínimos e limpos. Sou discreta. Não gosto de entrar em um lugar e todo mundo falar “olha ela, tá tentando ser fashionista”. Penso bastante antes de consumir, só compro se eu realmente for usar muito aquela peça e já planejo com o que combiná-la.

iLove: E o que é uma mulher estilosa?

A: É a mulher que se apropria de tendências com um toque do seu estilo próprio, sem ser vítima da moda e do que as pessoas estão usando. É saber identificar quem é você e com qual estilo você se sente "você mesma".

iLove: Quais são as diferenças entre o estilo da mulher brasileira, da francesa e da americana?

A: No Brasil, sinto que as pessoas adoram o sexy. Elas gostam de tudo que valoriza o corpo! Já na França, as mulheres preferem o básico, o clean, o chic. É bem menos informação! Aqui em NY, a mulher é a definição do street style: elementos masculinos, esportivos… Elas são mais dinâmicas, criativas e ousadas.

iLove: Uma tendência que você está amando?

A: Bomber jacket!

iLove: O que você acha que nunca vai sair de moda? E o que nunca deveria ter entrado?

A: O preto e a camisa branca. No caso dessas peças, vale muito a pena investir em boa qualidade e até pagar um pouquinho a mais por isso, porque se você vestir uma camisa branca, uma calça jeans e uma sandália minimalista preta, você vai sempre estar na moda. Quanto ao que nunca deveria ter entrado, eu tento não me fechar a nada. Sem preconceitos!

iLove: Uma dica para quem quer começar o seu próprio negócio?

A: Bom, o que eu fiz foi ser humilde e pegar todos os trabalhos que apareciam. Você começa "pequeno" e, com personalidade e dedicação, vai crescendo. A nossa geração tem a mania de achar que vai ser tudo fácil, mas não vai. Ah e, claro, tem que ter pensamento positivo e confiar em você. Se não, quem vai?

Eu tenho um carinho muito grande pelas pessoas, eu torno tudo muito pessoal. Então é muito comum eu me pegar no telefone perguntando como foi aquela viagem, pedindo para me mandar uma foto…

Encerrando a nossa conversa, perguntamos para a Alê o que uma pessoa precisa saber antes de investir na carreira de personal stylist. A resposta veio com simplicidade e profissionalismo: “você precisa saber que está lidando com seres humanos, com inseguranças, personalidades e estilos de vida. Muito mais que moda, é preciso gostar de pessoas e ser paciente.”

E já que não podemos roubar o lifestyle da Alê, pelo menos conseguimos nos inspirar e garantir peças que ela considera essenciais no seu closet, como a jaqueta de couro, a camisa branca, entre outros listados abaixo. Se você quer ainda mais dicas de estilo, separamos os contatos dela:

Website: www.akpersonalstylist.com E-mail: ak@akpersonalstylist Instagram: @ak_personalstylist

 

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo