X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

X
31/05/2019 | Lorena Eleutério

3 perfis para se Inspirar no Mês do Artista Plástico

Tudo Lifestyle Moda História

Sabia que maio é o mês do artista plástico? Na verdade, é no dia oito de maio que comemora-se o Dia do Artista Plástico, mas, para nós, o mês é todo deles e justo no seu último dia não esquecemos de celebrar o talento de três nomes que, se você não conhece, deveria conhecer. Conversamos com Rafael Sanches, Ully Correa e Adriana Marto e aproveitamos o papo para clicá-los também - e essas fotos se tornaram tela em branco para a mente criativa deles dar um toque artsy, cada um à sua maneira. 

Apoiado pela Polaroid, esse conteúdo tem entrevistas bacanérrimas, fotos de tirar o fôlego e novas maneiras de transformar os cliques em obras de arte descoladas. 

A ARTE ESTÁ NO DNA

Para a Ully, a arte sempre esteve no seu DNA. Filha de ilustrador, a paulista cresceu assistindo seu pai trabalhar e "logo queria imitar. Pegava os pincéis, guache e canetas nanquim e reproduzia tudo o que ele fazia, com o tempo fui pegando gosto e comecei a me interessar de verdade como profissão."

Hoje, com mais de 40 mil seguidores no Instagram, Ully mantém uma rotina agitada. Ela se equilibra entre o seu trabalho como designer gráfica em uma agência de publicidade, a vida de influenciadora e a sua paixão pela ilustração. "Eu não me considero uma artista plástica", diz, "Desenhar pra mim é um hobbie, faço tudo muito naturalmente e não me obrigo a produzir. Os traços vêm quando quero externalizar algo, um sentimento."

Entre suas inspirações estão seu pai, muita música, os amigos e tudo o que atrai o seu olhar no cotidiano. Quando pedimos dicas para quem está começando na carreira, ela é direta ao ponto: "minha dica mais valiosa é mostrar o seu trabalho. Compartilhe! Envie para amigos, família... quanto mais o seu trabalho for visto, mais ele impactará as pessoas."

  

PROFISSÃO: ARTISTA

A história do Rafa com as artes começou aos oito anos. Quem diria que aquelas aulas de artes quando criança o levariam ao encontro, mais tarde, da pixação e tipografia aos 14 e, enfim, à sua profissão hoje: artista plástico. Mais conhecido pelo seu sobrenome, Sanches troca o dia pela noite para criar livremente e vê na arquitetura a sua volta, sua maior inspiração. "Sou extremamente curioso, busco sempre conhecimento de outras áreas para inspirar meu trabalho e acredito que pessoas, conversas e experiências que vivo são ponto de partida do meu processo criativo", conta, "Mas, sobretudo, a arquitetura das cidades, já que essa é minha base. Sou arquiteto também."

 

Questionamos na lata: qual o diferencial do seu trabalho? E ele, sem pensar duas vezes, respondeu: a transparência. "Nunca assinei algo porque achava que ia agradar o mercado. O meu trabalho surgiu como um escape, um momento para deixar a mente ser livre. Acredito que é essa pureza que torna minha arte especial". Para os que estão iniciando nesse mundo, aqui vai a dica do Sanches: "Encare a arte como um trabalho. Por trabalho, não entenda como uma obrigação entediante e sim como algo para estar focado e em busca constante de evolução. E alie criatividade com produção, ou seja, toda ideia que for pensada tem que ser executada. Não a deixe morrer no bloco de notas."

 

A ARTE ESTÁ ENRAIZADA

Quando criança, o que você pedia aos seus pais de presente? A Adriana pedia canetas e tintas. Desde cedo, ela soube que seu destino era ser artista plástica. "Na minha vida, a arte está enraizada". Arquiteta por formação, a paulistana passou pelo marketing de moda, mas se encontrou de verdade nos traços, que são sempre inspirados pela sua vida - subentende-se: sua paixão por urbanismo, gastronomia, viagens e museus que visita.

"Acredito que a minha linguagem minimalista mas, ao mesmo tempo, carregada de luz e sombra, beirando um falso realismo, é o que mais instiga meu público", confessa. Nós, instigadas sempre pelo talento da Adriana, não deixamos de perguntar: o que você diria a uma pessoa que está começando a se arriscar nesse universo da ilustração? "Diria para não desistir. Trabalho há mais de 12 anos com arte e muitas lições vêm pelo caminho. Tudo que vem fácil, vai fácil e se essa realmente é sua paixão, insista nela, trabalhe muito e uma hora a recompensa vem - e é uma delícia desfrutar!"

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo