X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

X
19/04/2018 | Lorena Eleutério

Entre redes sociais e jobs: Flá Borges e Cris Paladino

Tudo Moda Lifestyle História


 

Na era das mídias sociais, a gente pode dizer com certeza: quem vê feed, não vê o trabalho todo que existe por trás dos cliques. E não, não estamos falando das blogueiras. O papo é sobre duas mulheres assim como eu e você, decididas, modernas, multitasking por natureza que usam as redes sociais como espelho das suas rotinas agitadas – seja pelos jobs ou pelos momentos de diversão que também merecem um registro.

Se identificou? Então conheça Flávia Borges e Cris Paladino. Encontramos as duas estrelas desse shooting colorido e recheado de bons achados da nova coleção da LOFT 747  na Vila Madalena e, entre um flash e outro, começamos uma conversa para desvendar exatamente o que estávamos falando ali em cima: o que há por trás do Instagram bombadíssimo delas – Flá contabiliza mais de 10 mil seguidores e Cris já ultrapassa os 80 mil!

 

Não se engane pelo rostinho de menina, a Flá já é uma girlboss to watch. Aos 24 anos, a paulistana dá os primeiros passos como empreendedora responsável pela agência de conteúdo digital Your Plan. “Meu primeiro emprego foi na Sala de Imprensa”, relembra orgulhosa, “uma assessoria que me deu tanta abertura, que pude criar um núcleo de mídias sociais. Foi uma experiência incrível!"

iLovee: Flá, você trabalha com mídias digitais não só com sua agência como também com seu perfil pessoal. Como você enxerga o futuro desse trabalho focado nas redes sociais?

F.: Acho ainda que tem muito a crescer e ganhar importância. Às vezes, me perguntam se tem um prazo de validade e acredito muito que não porque o conteúdo (meu trabalho, no caso) postado ali está sempre se renovando, se atualizando – e tem o seu valor. Penso que é e será cada vez mais uma questão de saber filtrar e utilizar a seu favor o que é veiculado em Instagram, Facebook e outras mídias.


iLovee: Faz todo sentido! E de que forma você usa seu poder de influência – afinal, você tem mais de 10 mil pessoas te acompanhando – de forma positiva na vida dessas pessoas?

F.: Primeiro queria dizer que se engana quem pensa que quero cada vez mais e mais seguidores. Números não significam nada! Valorizo demais os poucos – e bons! – que me seguem, pois para mim a interação verdadeira é o que realmente importa. Mas, respondendo a sua pergunta: é engraçado porque até ano passado eu me restringia a moda, um assunto recorrente e que, vamos combinar!, todo mundo adora falar. Porém, de uns tempos para cá, resolvi abordar mais sobre espiritualidade, algo que me interessa muito e vai para uma área de estilo de vida, e eu acredito que as pessoas estão se interessando mais por assuntos assim, que geram essa identificação.

 

 

Hora da Flá se despedir uns minutinhos da gente para mais fotos. Nesse momento, quem se aproxima para um bate-bola é a Cris e ela não precisa de mais do que um minuto de conversa para provar por que é um must-follow nas redes sociais.

Carioca da Pavuna, cheia de estilo e muita personalidade, a famosa @prettamesmo usa as plataformas digitais como espelho do seu trabalho como modelo, integrante da agência top Ford – acesse o perfil dela e a gente te desafia a não se apaixonar pelos cliques profissionais que ela compartilha. Depois da ponte-aérea, do Rio para São Paulo, e uma mudança radical de visual, ela viu sua carreira decolar como nunca imaginou.

iLovee: Cris, antes de mais nada, conta pra gente porque estamos curiosas: de onde veio a decisão de raspar a cabeça?

C.: Então, minha mãe também é careca e eu vivia pedindo para ela raspar meu cabelo quando criança porque ela é e sempre foi uma grande referência para mim. Quando entrei no mercado da moda, deixei meu cabelo crescer, fiz muitas progressivas. Até que certo dia meu cabelereiro não tinha horário para retocar o procedimento e eu resolvi, por mim mesma, pegar a máquina e raspar. Me lembro até que comecei logo pela frente para não abrir espaço para desistir, rs!

 

iLovee: E o que aconteceu quando você terminou de cortar tudo?

C.: Foi a primeira vez depois de anos que eu me olhei no espelho e me amei! Estou muito feliz com o resultado. Me ajudou inclusive na minha carreira, comecei a pegar mais trabalhos, campanhas enormes, desfiles. Foi maravilhoso tanto no âmbito pessoal como no profissional, e acho que foi o meu grande boom no Instagram.

 

iLovee: Hoje, o que toda essa influência nas mídias significa para você?

C.: Cara, é uma loucura pensar que eu empodero tantas pessoas, afinal eu sou um ser humano normal que erra e que também tem dias ruins. Mas, acho que se estou nessa posição é para fazer algo de bom. Recebo muitas mensagens de seguidores que, às vezes, veem em mim força e inspiração para vencer os seus problemas pessoais e eu acho isso tão lindo! São mulheres negras, gays e até mesmo meninas brancas, principalmente as de periferia.

iLovee: Nossa, que demais, Cris! E tem alguma coisa que te incomoda?

C.: Tem, é claro. O que eu não gosto muito é quando as pessoas falam que eu influencio um "nicho". Poxa, eu prefiro e gosto de falar que inspiro pessoas porque todos somos iguais! Me sinto muito realizada porque mostro quem realmente é a Cris, uma modelo negra da periferia carioca, que lutou para estar onde está e que, principalmente, não precisou passar por cima de ninguém para estar aqui. Tudo o que eu tenho é de mérito meu e é isso que quero passar para as pessoas, para que lutem e vão atrás dos seus objetivos com muita força e foco.

 

SHOP LOFT 747

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo