X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

X
11/04/2018 | Lorena Eleutério

Mari Sales revela bons motivos para visitar a SP ARTE

Tudo Lifestyle Decoração História

Se você ainda não está sabendo, o Festival Internacional de Arte de São Paulo ou SP-Arte acontece essa semana, do dia 11 ao 15 de abril, e é um dos eventos mais importantes do meio. Esse é um assunto que tem muito match com o iLovee e que, inclusive, já foi pauta aqui no ano passado, com a marchande Rosa Babosa, com as fundadoras da galeria de arte online Room 8 e com a artista plástica Ana Elisa Egreja.

Para a edição desse ano, convidamos a art expert Mari Sales para dar seus pitacos e apresentar os melhores motivos para visitar a mostra. A história dela com o mundo artsy vem bem antes do seu projeto Conexão Arte, fundado há dois anos e do qual falaremos logo, logo. “Desde minha adolescência, estive muito dentro do universo da arte porque a mãe de uma grande amiga sempre visitava as bienais e nos levava”, relembra, “Com ela, fizemos também uma viagem inesquecível pela Espanha onde, às vezes, fazíamos bate-volta de trem pra uma cidade só para ver um quadro, ela me explicava tudo, e era delicioso!" 


[

SHOP THE LOOK

 


A amiga, motivada pela mãe, hoje é dona de um escritório de arte. "A partir daí, marquei presença em todos os anos na SP-Arte para prestigiá-las. Tem tanta coisa interessante para se ver na feira, foi inevitável me interessar e aprender cada vez mais. Assim foi que cheguei ao meu projeto atual, o Conexão Arte." Criado em junho de 2016, o seu propósito é organizar visitas a museus, exposições, galerias e ateliês de artistas. Nesse novo momento, Mari começa a organizar viagens também, a exemplo da trip que rolou esse final de semana. Ela levou uma turma de art lovers para Inhotim. 

Agora você deve estar se perguntando: por que fazer uma visita guiada se posso ir por conta? Mari responde: "Toda visita que organizo tem um professor, o curador ou o próprio artista. Faz toda a diferença você entender a técnica, a inspiração que deu origem às obras. É claro que a percepção individual do espectador é até parte da arte contemporânea, mas a experiência fica muito mais rica com essa troca de ideias.”

Uma vez fui a uma exposição que não era das que mais me interessava, mas quando a artista começou a explicar, virei fã! Achei super bacana.


Detalhes do apê da Mari cheio de obras super interessantes.

Ainda não se convenceu? Então confira o bate-bola rápido com a Mari.

iLovee: Mari, a gente sabe que a arte é ainda algo muito distante para a maioria dos brasileiros. Você acredita que esse evento é uma forma de popularização desse meio?

M.: Claro, a intenção dos organizadores é exatamente essa, a de aproximar o público da arte. Desde o ano passado, eles promovem visitas guiadas gratuitas para incentivar o consumo da arte no Brasil. Tem pessoas que nem são tão ligadas ao assunto, mas não perdem a SP-Arte devido à essas oportunidades que a mostra oferece. 

iLovee: Que demais! E, na sua opinião, por que vale a pena dar um check-in na SP-Arte esse ano?

M.: Bom, em primeiro lugar, acho que a oportunidade de ver todas as galerias num só lugar. Eles sempre trazem novidades! Fora que essa feira tem artistas internacionais que eu não tive a chance de conhecer os trabalhos em viagens e, na SP-Arte, dá para ver as obras ao vivo. Outra coisa bacana é que vocês ainda poderão encontrar os artistas passeando pela feira, rs – eles fazem isso! Resumindo: é uma oportunidade única para aprender e se aprofundar no mercado da arte, mesmo se você não quiser ser um profissional. É cultura!

iLovee: Para finalizar, que dicas você daria para quem quer começar uma coleção de arte agora e não quer gastar muito?

M.: Olha, até mesmo as mais importantes galerias brasileiras têm obras a preços acessíveis. A Galeria Millan, por exemplo, tem lindas opções de serigrafias e óleo sobre tela com valor atrativo. Representam artistas consagrados e também novos artistas que, consequentemente, são mais acessíveis aos novos colecionadores. A Galeria Luisa Strina também tem fotografias de artistas super tops num projeto chamado Coleções, que tem como objetivo ampliar o público da fotografia no país e a formação de novos colecionadores. Ah, e outra idéia são as gravuras que a Galeria Vermelho tem diversas!


SHOP THE LOOK

 

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo