X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

X
25/04/2017 | Team iLove

Tricô e estilo com a Designer Débora Mangabeira

Moda Lifestyle História

Tricô e estilo com a Designer Débora Mangabeira

Débora Mangabeira tem uma naturalidade e desembaraço difíceis de explicar – talvez sejam as raízes baianas ou sua essência comfy-cool, que transparece nos tricôs da sua marca homônima. No duplex quase monocromático, no Itaim Bibi, a estilista nos recebeu para um bate-papo e um chá (ela não é fã de café!), vestindo suas próprias criações, acessórios Ag Guerreirosapatos Paula Torres e ao lado do Dom dom e Jay Jay, os cachorrinhos fofos da raça jack russel que foram parte da alegria do shoot – e até da festa de casamento da Dé!

Antes mesmo do primeiro clique, demos o start na conversa querendo saber o que a fez adotar São Paulo, afinal sua família é da Bahia, ela cresceu em Brasília e estudou anos em Milão, no Instituto Marangoni. “Eu sempre quis morar aqui”, conta, “Gosto de movimento, gosto de gente. Nada de ir nos mesmos lugares, ver as mesmas pessoas, sabe?”. Super entendemos, Dé, a gente também é dessas.

debora-mangabeira-em-casa-com-cachorro-jack-russel

debora-mangabeira-trico-oversized-bota-verniz

SHOP THE LOOK

De maquiagem pronta, tricô oversized e bota de verniz – um combo charmosíssimo para o inverno –, Débora abriu o sorriso, empunhou uma caneca de chá e começou a posar enquanto contava sobre a trajetória da sua brand, criada em 2012. “Posso falar a verdade?”, pergunta.“Desde que comecei a estudar moda, quis abrir minha marca prórpria. Fiz modelagens e desenvolvi peças ainda morando em Milão”, confessa, “Chegando no Brasil, minhas criações ganharam destaque na Vogue e, logo na primeira matéria, a Daniella Falcão já falou como se fosse uma ‘marca de tricô’.”

Com esse endosso poderoso, não dava mais para dissociar Débora Mangabeira e tricô. “As pessoas ainda têm aquela ideia de ‘roupa de vovó’, mas acho que tenho uma proposta bem urbana”, fala, “Existem diversos tipos de fios, tons e infinitas possibilidades usando tricô – já confeccionei até bolsas! Nas collections de verão, por exemplo, aposto nele em peças superfresquinhas!”. Mas, embora carregue essa bandeira, a estilista promete que jamais se limitará a trabalhar apenas com esse material. “Também adoro tecidos planos e nunca os deixaria de lado.”

Comprei os tecidos da minha primeira coleção na Itália e não encontrava nada similar no Brasil para produzir. Fiquei maluca até um amigo me dar a ideia de usar o tricô – amei e não abro mais mão da versatilidade que ele dá!

SHOP THE LOOK

Do sucesso no off-line para o online foi um pulo – assim como a troca de look para a segunda a foto. “Adoro a liberdade que o e-commerce dá em relação ao showroom, que precisa seguir uma agenda à risca”, diz, “No site, posso criar e vender peças novas o tempo todo e isso é muito instigante!”. E essa não é a única vantagem do e-shop da Dé, que foi lançado em meados de 2016; por lá também circulam criações exclusivas que não estão nas vendas de atacado então vale ficar de olho!

SHOP THE LOOK

Mais uma pausa no bate-papo e a estilista surge com um vestido branquinho, daqueles básicos, chic e muito confortáveis. Babamos nele e sentamos na sala, que tem uma parede repleta de quadros de ilustração e fotografia (algumas feitas pelo irmão da Débora, inclusive, o que achamos o máximo), para continuar descobrindo mais sobre ela e a marca.

Dé, que look incrível. Como você cria essas peças-desejo, como é seu processo criativo?

DM: Meu processo é diferente do da maioria dos designers e bem rápido – às vezes desenho a coleção em uma semana! Normalmente eles pesquisam e vão criando aos poucos, mas eu me limito para não pesquisar demais. Acredito que quando você gosta muito de uma imagem, isso acaba te levando a “copiar”. Claro que, de qualquer jeito, cada um tem as suas referências, mas sem esse mergulho em um moodboard expecífico, com certeza o resultado é mais natural.

E de onde vem a inspiração?

DM: Tem um pouco de tudo: lifestyle, arte, arquitetura… É um conjunto de imagens e sentimentos que ajuda a direcionar o mood da coleção e, antes mesmo da parte de desenho, a escolher as famílias de tecidos e cores. Existem até situações pontuais como minha lua de mel, no ano passado, que me levou a lançar uma coleção cápsula de looks arrumados e super confortáveis para viajar.

Você tem uma pegada mega casual-cool e a gente percebe que as peças da DM também tem essa vibe. Você acha que isso é reflexo do seu estilo no design?

DM: Acho super! Meu estilo está ali sempre. Só consigo criar coisas que tenho vontade de usar, tanto que as pessoas dizem que sou a perfeita personificação da marca! Rs.


Que legal! Agora conta pra gente, quais são os próximos passos da Débora Mangabeira?

DM: Vamos abrir em breve o escritório da marca aqui no Itaim, mais próximo de onde moro porque quero criar minha própria logística. Trabalhar, morar e criar meus filhos (que também estão nos planos!) perto. Senão, se você deixar, essa correria de São Paulo te enlouquece! Rs.

Poderíamos ter ficado o resto da tarde ali, conversando na cama, mas era hora de subir no carro e partir para o Instituto Tomie Ohtake – a Dé adora visitar uma boa exposição, como a que está em cartaz da artista Yoko Ono. Lá nos despedimos da baiana de sotaque brasiliense e ritmo paulistano, e vimos pela última vez ela desfilar suas criações cheias de movimento e bom gosto.

SHOP THE LOOK

DÊ O PLAY NO MAKING OF

Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo