X

Tudo o que você mais ama

Assine para receber muitas novidades,
promos, dicas e achados do fantástico
universo online. E claro,
tudo isso com muita inspiração.

X
31/01/2019 | Isadora Diógenes

4 Fotógrafos e Seus Olhares Através das Câmeras

História Tudo Moda História


Você já parou para pensar como a fotografia é importante nas nossas vidas? Graças à ela, conseguimos eternizar momentos que poderemos relembrar no futuro. E claro que quem é especialista nessa arte merece um dia para exaltar esse dom, né? 08 de janeiro é a data oficial dos fotógrafos e a Polaroid Brasil resolveu convidar quatro profissionais para um encontro super divertido nesse mês que passou para celebrar a data.

Reunimos no famoso e colorido Beco do Batman os fotógrafos Dário Matos, Larissa Mattos, Lorena Dini e Marcelo Guarnieri, onde foram desafiados a posarem e fotografarem entre si. O resultado? Uma variedade de cliques com estilos e olhares diferentes, além de um papo super bacana sobre fotografia que você confere abaixo.


Clique aqui para descobrir onde comprar o seu óculos Polaroid preferido.

iLovee: Gente, estamos amando esse clima com todos vocês reunidos, mas vamos começar do começo. De onde surgiu o interesse por fotografia?

Dário: Sempre gostei de fotografia, desde bem pequeno e na minha casa tinha uma câmera simples, daquelas antigas de filme para revelar. Tudo lá em casa era fotografado e minha casa é cheia de álbuns... Eu pegava essa câmera e clicava a televisão porque queria fotografar os artistas, rs! Quando meus pais iam revelar o filme, estava cheio de fotos da tv.  E é engraçado que meu pai não é um bom fotógrafo - do tipo que sempre corta alguém da foto - mas ele sempre foi meu maior estímulo para fotografar.

Larissa: Meu interesse começou desde a escola. Eu sempre gostei de fotografar e, mesmo com câmera digital, tentava reproduzir fotos que via pelo Tumblr. Não imaginava que eu um dia pudesse estudar e, graças a um insight de um grande amigo, fui muito incentivada a procurar e fazer a faculdade quando passamos no vestibular. Então foi na faculdade que eu realmente entendi que era aquilo que eu queria para vida, e o quanto eu gostava daquilo, mas ainda não sabia como chegar lá.

Lorena: Comecei a me interessar por fotografia durante a faculdade de arquitetura, e aprendi a fotografar em Portugal, quando fui estudar na universidade de Lisboa. O meu foco hoje é a fotografia de moda e retratos, no qual tenho liberdade para dirigir.

Marcelo: Na verdade, eu acho que a fotografia se interessou por mim, pois desde muito novo eu sou fotógrafo e tudo aconteceu muito naturalmente. Lembro que, aos 12 anos, já estava fotografando eventos importantes da minha cidade, auxiliado minha mãe e meu primo, que também são fotógrafos, e nunca mais parei.



Clique aqui para descobrir onde comprar o seu óculos Polaroid preferido.

iLovee: Vocês fotografam muito e todos os dias… Como conseguem manter a criatividade sempre em alta?

Dário: Os trabalhos do dia a dia geralmente já vêm com um briefing pronto, mas tento colocar sempre algo que eu acredito e que faz parte do meu DNA como fotógrafo. Além disso, tento fazer bastante autoral, que é onde exercito minha criatividade e também é como um escape artístico.

Larissa: Eu tento me alimentar de diversas fontes, como filmes, textos, história da arte - que ultimamente vem ganhando bastante espaço nos meus estudos -, trabalhos de amigos, fico analisando trabalhos que me chamam atenção. Então tento tirar criatividade e informações novas de todos os lugares possíveis.

Lorena: O exercício estético e de criação é um mix de todas as referências e do que gosto: arquitetura, fotografia, música, livros e cinema...

Marcelo: Me mantenho sempre conectado com o universo online e offline! Eventos e pessoas também me mantém muito atualizado com o mercado. Às vezes, alguns minutos introspectivo e voltando no tempo são ótimos para inspirar o lado criativo.

iLovee: Demais, gente! Fotografar é claramente uma delícia, mas qual parte do processo vocês mais curtem?

Dário: Uma das coisas que mais curto na hora de fotografar é surpreender. Eu não gosto de fazer nada sem planejar direitinho, mas eu gosto de entregar algo que as pessoas não estejam esperando, principalmente em situações adversas, quando todo mundo pensa que não vai sair nenhum resultado bacana daquilo.

Larissa: Eu gosto de fotografar pessoas, né? E moda é meu foco principal, então estar em uma produção cheia de pessoas diferentes me encanta. Saber sobre cada um, a história... Eu tenho uma imaginação muito fértil (rs!), as pessoas vão conversando comigo e eu vou entrando junto e já consigo trazer isso na hora de fotografar.

Lorena: Eu amo direcionar o trabalho para o resultado que queremos e ficar livre para novas ideias que vão surgindo durante o shooting.

Marcelo: Para mim, a melhor parte é a troca de experiências. Afinal, a fotografia me conecta com pessoas e lugares de uma forma única.


Clique aqui para descobrir onde comprar o seu óculos Polaroid preferido.


iLovee: E para finalizar, contem mais sobre como foi essa experiência que a Polaroid proporcionou, de ser fotografado e fotografar outros fotógrafos.

Dário: Eu adorei ser fotografado e fotografar outros fotógrafos. Acredito muito na troca de experiências e vivência, e esse momento é algo que veio para somar. Tenho muito o espírito de colaboração e penso que quanto mais gente no trabalho, mais interessante fica o resultado. Fora que pude conhecer outros fotógrafos, além de precisar interagir para decidir os cliques… Foi bem diferente do que estamos acostumados e muito bacana.

Larissa: Para mim, estar atrás das câmeras é sempre mais comfy, né? Mas ser fotografada foi uma experiência muito nova, estou tão acostumada estar por trás que no começo senti sim uma timidez, mas eles me ajudaram muito a me soltar e me sentir bem à vontade e acabei me vendo muito neles também. Foi muito legal essa troca.

Lorena: Foi bem tranquilo, pois todos estavam abertos para aquele momento.

Marcelo: Ser fotografado não é muito o meu forte, admiro muito o trabalho de alguns colegas de profissão, e ser fotografado por um deles fez toda diferença. Você acaba se soltando e tendo um resultado incrível! Já fotografar outros fotógrafos deu um friozinho na barriga, mas fomos levando na “brincadeira” e tudo flui muito bem.


Em destaque

assine nossa newsletter

Voltar ao topo Voltar ao topo